/ Psicologia

A Transição !

Todos nós temos ouvido durante estas duas últimas décadas, que a Mãe Terra e toda a humanidade, estariam vivendo momentos de profundas mudanças e transformações que visariam apenas, restabelecer o equilíbrio de ser humano com sua Consciência Superior, pois a própria Mãe que nos acolhe a milhares de anos em nossa aventura humana da terceira Dimensão, também estaria passando por esta grande mudança de ciclo e entrando em novas vibrações “conscienciais” para que voltássemos a ter sobre este Solo Sagrado, uma população que pratique uma nova vibração e detenha esta mesma Consciência.
O que acontece hoje em dia é que os termos “estaria”, “deveria”, “seria” ou “será”, fazem parte de um passado e uma nova realidade existe onde podemos substituir todos os termos linguísticos pelo “está” ou pelo “é”.
Estamos então diante de uma nova realidade. Não é apenas o ciclo solar de nosso sol estar completando uma volta no sol central, que durou 26 mil anos, como aponta o calendário Maia e outros. A transição é física, onde a Terra tem entrado a cada momento na 4ª. Dimensão, é emocional, com todos os arquivos não curados do nosso passado, vindo à tona para sua cura e espiritual, com abundâncias de luzes cósmicas descendo ininterruptamente de nosso Espírito Perfeito e dos Planos Divinos, dando a sustentação a este novo momento e eles ocorrem no nosso cotidiano, em cada movimento que praticamos do nosso “hoje” e “agora”.
Olhe para o seu lado. Sinta cada pessoa com que você convive. Certamente você nota que há coisas novas no ar. Um evidente “desassossego” tem se feito presente na vida de cada um de nós. A perfeita sensação que falta alguma coisa que não preenche um buraco que sentimos dentro do coração ou de que não quero mais que as coisas continuem sendo da maneira que tem sido.
 O universo nos chama a cada momento para vivermos a Consciência da 5ª. Dimensão, que é o nosso “eterno agora” e cada um que tem tido dificuldade de entrar em contato com esta nova “realidade” presente, pois certamente ainda está preso a determinados arquivos de nossas sombras ou de nossa criança interior.
Mesmo diante do desassossego ou de qualquer tipo de crise existencial ou emocional, se fico no meu hoje, no momento presente, encontro caminhos de lidar com estas emoções que emergem das profundezas de nosso ser, como que pedindo a reparação para que a nova Consciência esteja sendo praticada em cada momento de nossas existências.
As nossas resistências em aceitar este HOJE e ficar com a escolha no meu AGORA, tem ainda provocado sofrimentos e dissabores, estados emocionais de muita ansiedade ou dúvidas e tristezas que podem chegar à depressão.
Tudo isso tem sido a mensagem do Universo, através do nosso Corpo de Luz, pois uma parte nossa já está vivendo numa oitava superior, em contato mais permanente com nosso Eu Superior ou Cristo Interno, sendo orientada diretamente pelo Divino que habita em cada um, e as dores, as confusões, as mágoas e outros tantos sentimentos desencontrados, são ainda os resquícios da Consciência baseada no Ego, que foi a estrutura da 3ª. Dimensão que todos nós vivemos no mínimo nestes 12 mil últimos anos.
Assim, eu estou e tu estás, vivendo uma tridimensionalidade consciencial ao mesmo tempo. Há partes de cada um vivendo ainda na 3ª. Dimensão, uma boa parte já vivenciando a parceria com a Grande Mãe na 4ª. Dimensão e uma outra parte, está em contato direto com a 5ª.Dimensão, a que irá curar os enganos que o ego tem cometido e por isso ela nos impulsiona às mudanças e nos promove o confronto entre o velho e o novo, para que deste confronto, aprendamos a acolher a nossa sombra e integrá-la à nossa luz.
O caminho da humanidade conforme nos apontam os Mestres, é termos muito em breve uma vida da Consciência baseada no Coração, onde pela influência do nosso 5º. corpo que tem alguns nomes como Super Consciente, Eu Superior ou Cristo Interno, fará que a população do planeta, conviva com esta estrutura amorosa que este corpo contém, e deixemos definitivamente os arquivos do 3º. Corpo, o emocional, que mantém a consciência baseada no ego.
A premissa básica desta consciência da 3ª. Dimensão, é a culpa, o medo, o apego, a dúvida, o julgamento, a insegurança, a ansiedade, a mágoa, o ressentimento, a tristeza, o orgulho, a vaidade, a busca desenfreada pelo poder, a submissão e muitos outros sentimentos, que tem vindo à tona em cada um de nós para serem reconhecidos, como energias geradas e mantidas durante alguns milhares de anos, mas que representam uma vibração de baixa freqüência, não compatível, com a nova freqüência da 5ª. Dimensão, que está sendo implantada a cada dia em nosso planeta, e que uma parte de cada um de nós já tem acesso.
Este contraste de vibrações entre o velho que representa os padrões viciados da 3ª. Dimensão e o novo que é a Consciência baseada no Coração, que é a matéria prima da 5ª. Dimensão tem criando em cada um determinados choques energéticos entre o velho e o novo, e é este atrito e o desconforto entre eles, com possível sofrimento, é que provocará no ser humano a tão desejada transformação rumo à nova dimensão.
Tudo isso está acontecendo porque a Grande Mãe está se sutilizando, a matéria orgânica que constitui o planeta hoje, já não é a matéria de “ontem” e tudo aquilo que habita este solo sagrado, irá se sutilizar e a sutilização, corresponde à necessidade de ter uma nova vibração, compatível com esta consciência superior que ela nos dá, e desta maneira, ou nós mudamos ou mudamos, pois se não mudarmos, não aguentaremos o sofrimento emocional que a sutilização irá produzir, naqueles que insistirem em ficarem presos aos velhos padrões e não fizerem de suas vidas, uma nova vibração de amorosidade e verdade.
Todos nós possuímos vários arquivos ligados à ignorância do ego, onde julgamentos, cobranças, medos, apegos, raiva, obsessões de vingança (lembra a lei do olho por olho?) depressões, desejos incontidos de dominação e poder e muitos outros, que foram os padrões que desenvolvemos durante a vigência das vibrações de 3ª. Dimensão, mas agora que estas vibrações não comportam mais estarem aqui presentes, pois a própria Mãe, que a suportou, a transmutou e a sustentou durante milênios, já não suporta mais, e as mudanças geofísicas que tem ocorrido e que ocorrerão, não estão somente ligadas à poluição, ao desmatamento, aos gases tóxicos, etc.
Um grande problema e dos maiores que a Patcha Mama tem vivido neste período de sua própria evolução e transformação, também está relacionado às vibrações humanas que ela suportou em seu solo, em suas várias camadas de vida de consciência que ela mantém, e estas vibrações saturaram o seu poder de armazenamento e transmutação, por isso têm colocado para fora, através dos elementos da natureza que são sua própria existência, que já não suportam mais vibrações de desamor à Grande Mãe.
Há mais de 3 anos, nós que participamos do Grupo Xamânico Rosa Dourada, recebemos orientação de orar e vibrar amor pela Mãe, pelas suas entranhas, para acalmar a revolta dos elementos da natureza, diante da agressão humana, onde eles apenas nos serviram durante bilhões de anos, nunca foram entendidos, e como chegou o momento de seus crescimentos, de sua elevação de vibração, eles não suportam mais, aquilo que durante muitos milênios, silenciosamente eles permitiram, devido a baixa consciência da humanidade.
A Terra está mudando e todos que habitarem seu solo, necessariamente terão que mudar. Segundo explica o plano superior, num determinado momento a Terra, absorvia as vibrações daqueles que aqui vieram habitar, pois ela precisava destas vibrações para seu desenvolvimento, onde ela vivia a infância de sua existência, como uma criança que precisa do leite materno para viver.
Após um longo período de milhões de anos, a Terra começou a devolver tudo aquilo que ela tinha sugado, dando incondicionalmente até a sua exaustão, toda a sua energia, para que todas as criaturas que habitassem seu solo, pudessem viver suas experiências e seu desenvolvimento.
Hoje, com as mudanças e sutilização das vibrações, onde ela tem entrado nas vibrações de 4ª. Dimensão, a maneira como foi nos últimos milênios já não pode mais continuar. Agora a Grande Mãe, entra num novo ritmo onde ela já doou tudo o que deveria doar e agora, ela quer a troca, devido a troca, ser a Lei que rege todo o universo. A Mãe entra então em sua maturidade e leva todos os reinos que existem em seu Solo Sagrado para esta maturidade.
A população que vier a habitar a Terra num futuro bem próximo, será aquela que saberá respeitar este solo sagrado, respeitará cada coisa que a natureza lhe der, e esta estará trocando com seus hospedeiros, qualidade de vida e de prazer, construindo uma nova civilização, onde a vibração de amor de seus habitantes substituirá as vibrações de ódio, de dor, de apego, medos, etc, que diariamente ainda jogamos sobre a Nossa Mãe, e aí teremos de fato uma humanidade com a Consciência baseado no Coração.
A própria Mãe estará ajudando a cada filho e filha e crescerem a se transformarem, e este processo está em andamento no momento presente, e por este motivo, temos encontrado tantas pessoas que dificuldades enormes de conviverem com velhas e escondidas emoções.
A vibração da própria Mãe nos ajuda e por para fora o que estava de nós escondido ou que tínhamos medo de entrar em contato para transformar. Mas temos a nossa parte a fazer. Temos que aprender a curar este nosso passado que ainda habita nosso presente. Temos que olhar para nossas sombras, ter coragem de se encarar, de se reconhecer, de entrar com verdade em contato com nossos lados obscuros e neles, fazer brilhar a nossa luz.
O nosso ego, normalmente nos boicota, não permitindo ou dificultando que venhamos a conhecer os conteúdos mais profundos de nossas psiques, onde se localizam os arquivos das coisas que nos são “involutivas”, mas que desenvolvemos o apego por elas, e sentimos tantas dificuldades em trazê-las à tona e aceitá-las para serem transformadas e curadas.
Cada um de nós que está aqui vivendo esta experiência humana tem necessidade de aprender a se acolher. De olhar-se com os olhos da amorosidade. A dificuldade que cada um de nós apresenta em entrar em contato com nosso lado sobra e curá-lo, está precisamente no fato que temos enraizado em nossas entranhas o julgamento e a culpa.
Estas duas energias, julgamento e culpa, não nos permitem que venhamos a confessar para nós mesmos a natureza daquilo que está contido em camadas mais profundas de nossas mentes e se a enfrentarmos o próprio ego ou sombra, se sentirá diminuído, desprezado, envergonhado, e o seu orgulho e vaidade, que foi guardado milenarmente será desmontado e ele perderá o poder que tem mantido sobre nossas vidas.
A dica que damos e que procuramos também praticar é buscar se amar e se perdoar incondicionalmente. O que tem em nossos arquivos são as experiências da 3ª. Dimensão, e elas já terminaram. Agora partimos para uma experiência de uma Dimensão superior, onde a amorosidade, o bem a paz e a verdade tomarão conta da mente e de nossas histórias pessoais, mas para isto venha a acontecer com cada um, temos que acolher este nosso lado sombrio, este lado que temos vergonha demonstrar ao outro e até a nós mesmo, e no acolhimento que a Luz do nosso Cristo traz, iremos encontrar o equilíbrio de nossas polaridades entre sombra e luz e nos transformar num guardião da Consciência Crística, que nada mais é do que a harmonia de nossas partes, ou como falou o Senhor Buda, o nosso Caminho é o do Meio.
Volte para teu meio, e o teu meio é no teu coração. Só dentro dele e com ele encontraremos o caminho de nossa cura pessoal, a harmonia com a Grande Mãe, e completaremos este ciclo de transição tão importante e que nos levará à conquista da Consciência Superior, porque cada um de nós é um viajante cósmico e nossa jornada terrena só acabará quando aqui no hoje e agora, soubermos entrar em harmonia com o nosso ser, aceitando como somos e com a Grande Mãe, respeitando-a a agradecendo por tudo aquilo que ela tem feito por cada um.
Isto é harmonia, isto é o que a transição nos levará a conquistar. A não resistência nos fará mais rápido encontrarmos a paz e a felicidade. Chega de machucar-se e de sofrer. O universo nos esperar para outras viagens, mas para que tal aconteça precisamos de uma mala leve e sem excessos de bagagens. Está afim de fazer esta outra viagem rumo a conquistas maiores?